Pesquisar
Geral
  Tempo de leitura: 5 min

Cobertura, na prática 

Postado 
25/01/2023
 às 
19:56

Cobertura, na prática 

Antes de falar as dicas essenciais para você fazer a construção da sua arte de cobertura, vamos falar um pouco sobre o que é a cobertura.

Ao contrário do que muitos acham, a cobertura é uma TÉCNICA que você pode aplicar em vários estilos de tatuagens.

Hoje vamos falar algumas dicas de como construir a arte para cobrir uma tattoo!

Referências 

Saiba bons lugares para procurar referências de arte e sempre procure o que você deseja em inglês, isso vai facilitar a sua busca!

Temos um post no nosso perfil com vários sites para buscar boas referências: https://www.instagram.com/p/CfOvNn_sxYG/?utm_source=ig_web_copy_link

Na hora de procurar as referências, não esqueça de procurar o desenho já como tatuagem pra ter uma ideia de posicionamento de acordo com a anatomia da área onde vai tatuar.

Ideia de desenho

Quando seu cliente chega querendo fazer uma cobertura, muitas vezes a arte que já foi feita não ficou como ele esperava, mas ele ainda curte muito o desenho.

Uma dica que você pode usar, é fazer aquela mesma ideia de desenho. Por exemplo:

“Lucas chegou até seu estúdio querendo cobrir uma tattoo de leão mal feita, e você sugeriu fazer uma arte de leão que encaixa perfeitamente, cobrindo totalmente o desenho antigo”.

Áreas da cobertura

Na hora de analisar a tattoo que vai ser coberta, identifique a área que você vai ter mais trabalho para neutralizar e cobrir, como a parte mais escura da tattoo.

  • “Como faço a neutralização da tattoo para fazer a cobertura?”

Quer uma parte 2 da “Cobertura, na prática” falando sobre neutralização e pigmentos?

Comente aqui embaixo pra trazermos a parte 2!

Edição da arte

Quando for editar a arte, não se prenda ao tamanho original do desenho.

Você pode ampliar a arte para ter a parte mais escura do novo desenho em cima da parte mais escura da tattoo antiga.

Ainda editando a arte, tente aumentar o contraste do desenho, isso vai realçar as partes que não estão tão visíveis.

Conclusão

Curtiu as dicas de construção de arte para uma cobertura?

Comente aqui embaixo se você quer a parte 2 da “Cobertura, na prática”, falando sobre neutralização e pigmentos!

Autor (a):