Pesquisar
Geral
  Tempo de leitura: 3 min

Tatuar menores de idade é crime?

Postado 
15/12/2022
 às 
14:12

Tatuar menores de idade é crime?

Hoje em dia a maioria das pessoas tem alguma tatuagem e, com essa popularização no mundo todo, é bem normal vermos alguns adolescentes tatuados.

Não vamos dar uma de tio dando lição de moral, mas uma boa parte das pessoas que têm alguma tattoo que não gostam ou se arrependeram, fizeram na adolescência.

Agora, falando sério, cada um com sua consciência e pele em risco (não esquece que a tattoo vai ficar pra sempre no seu corpo) mas quais são os riscos para o tatuador que tatua uma pessoa menor de idade?  

Situações do dia a dia

“Tatuei aquele menor de idade, mas ele trouxe a autorização assinada pelo responsável”

De duas uma: Você já fez isso ou conhece alguém que já fez!

Se você já optou pela autorização dos responsáveis ou quer continuar usando esse termo como condição para tatuar menores de idade, uma dica interessante é pedir que o responsável esteja presente no local!

Na dúvida, SEMPRE evite possíveis dores de cabeça, este termo pode ser facilmente falsificado e acabar sobrando pra você!

Legislação

Respondendo a primeira pergunta, tatuagem sem a autorização dos responsáveis é crime configurado em lesão corporal de natureza grave, resultante em deformidade permanente (art. 129, §1º, III, do CP).

A lei é clara quando fala do consentimento dos pais para esse tipo de situação, por isso é de extrema importância que você esteja ciente.

Quando você é mais novo, suas idéias e seu corpo mudam constantemente, então nesse caso é melhor passar vontade do que se arrepender daqui a um tempo!

Quais são as consequências?

Se o menor de idade que você tatuou se arrepender mais tarde vai ter que lidar com esse problema, e a culpa pode acabar sobrando para o tatuador. Então evite processos e dores de cabeça!

Isso também pode influenciar na sua reputação como profissional, sabemos que adolescentes não costumam trabalhar e se você aceita esse tipo de trabalho, podem acabar te associando a um profissional que cobra barato, por exemplo. 

Conclusão

Não esqueça de avaliar bem a situação para ver se realmente vale a pena correr esse “risco”. E se mesmo assim você escolher tatuar, se informe da lei para ficar ciente da situação e trampar sem ter dúvidas se está fazendo o certo.

É importante que esse termo esteja na ficha de anamnese do cliente com as outras informações necessárias. Aqui no blog ensinamos você fazer uma ficha de anamnese do zero, vem conferir: https://home.inkacademy.com.br/blog/tatuador-iniciante/como-fazer-uma-ficha-de-anamnese/

Autor (a):